Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

Neglected toddler barked like a dog

 

Publicado por Alguém às 18:21
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Abril de 2010

When you're strange : a film about The Doors

 

  Depois do Documentário “When you’re strange” de Tom DiCillo no Indie Lisboa, o retorno a The Doors é incontornável.

  Hora e meia de viagem pela história da banda devidamente contextualizada política, social e familiarmente. Um regresso à contracultura americana dos Anos 60 tão motivada pela Guerra do Vietname – e não só…

 

  Corre agora a notícia de que a produção possivelmente será exibida no cinema mainstream - uma nova oportunidade para quem não marcou  presença nas sessões do Indie dos dias 23 e 25.

 


Publicado por Alguém às 03:06
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 25 de Abril de 2010

Batalha III

 

Batalha III 

Fujifilm Finepix A610 & Photoshop Elements

20|06|2009 A.D.


Publicado por Alguém às 04:56
link do post | comentar | favorito
|

Batalha II

 

Batalha II 

Fujifilm Finepix A610

20|06|2009 A.D.


Publicado por Alguém às 04:54
link do post | comentar | favorito
|

Margem Esquerda VII

 

Margem Esquerda VII : Igreja da Nossa Senhora de Alcamé (uma vez mais)

Fujifilm Finepix A610 & Photoshop Elements

22|08|2009 A.D.


Publicado por Alguém às 04:23
link do post | comentar | favorito
|

Margem Esquerda VI

 

Margem Esquerda VI : Nossa Senhora de Alcamé

Fujifilm Finepix A610 & Photoshop Elements

22|08|2009 A.D.

 

Igreja de Nossa Senhora de Alcamé
Localização : Lezíria Grande do Tejo;

Data: século XVIII;

Autoria: José Manuel de Carvalho e Negreiros;

Encomenda: 1º Patriarca de Lisboa, D. Tomás de Almeida.

 

Fonte: http://www2.cm-vfxira.pt/PageGen.aspx?WMCM_PaginaId=26285 (Adaptado)


Publicado por Alguém às 04:21
link do post | comentar | favorito
|

Margem Esquerda IV

 

Margem Esquerda IV : Lezírias do Ribatejo

Fujifilm Finepix A610

22|08|2009 A.D.


Publicado por Alguém às 04:16
link do post | comentar | favorito
|

Margem Esquerda III

 

Margem Esquerda III : Porto Alto

Fujifilm Finepix A610 & Photoshop Elements

22|08|2009 A.D.

 

Porto Alto

Concelho: Benavente;

Freguesia: Samora Correia;

Localidade que alcançou o estatuto de vila por foral concedido por D. Manuel I, em 13 de Abril de 1510, apresenta características ainda rurais, mas em fase de transição para um padrão urbano, destacando-se a presença crescente dos Sectores Secundário e Terciário.

 

Fonte: http://agrupamento-portoalto.net/moodle/file.php/1/Doc._Oficiais_Escola/pee_2007_2010_com_adenda.pdf 


Publicado por Alguém às 04:13
link do post | comentar | favorito
|

Margem Esquerda I

 

Margem Esquerda I : Marechal Carmona

Fujifilm Finepix A610 & Photoshop Elements

22|08|2009 A.D.

 

Ponte Marechal Carmona

Vila Franca de Xira – Porto Alto : Margem Direita – Margem Esquerda

Inauguração: 30 de Dezembro de 1951 por António de Oliveira Salazar e por Marechal Craveiro Lopes;

Comprimento: 1224 metros;

Tabuleiro central: 524 metros dividido em cinco vãos de 104 metros.

 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ponte_Marechal_Carmona


Publicado por Alguém às 04:06
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2010

Série Ricardo Reis

 

                                            RICARDO REIS

                                                O Estóico

                                               O Epicurista

                                               O Clássico

 

 

 Após as exposições das Séries Álvaro de Campos(http://arquitextura.blogs.sapo.pt/19412.html) e Alberto Caeiro - inseridas no Ciclo dos Heterónimos -, desta feita está exposta no Auditório da Casa Fernando Pessoa a Série de Pintura Ricardo Reis, desde o dia 29 de Janeiro. 

 

 Na sequência das antecedentes, a actual Série de Pintura baseia-se igualmente em excertos seleccionados de poemas de mais um heterónimo pessoano, os quais constituem o ponto de partida para ilustrações de pequeno formato, feitas com recurso a aguarela e grafite sobre papel.

 Encerra-se, assim, a Tríade de Séries baseadas em três dos principais heterenónimos de Fernando Pessoa, realizadas segundo os mesmos princípios operativos.

 

 

 

Campo de Ourique - Rua Coelho da Rocha n.º 16 

Horário: Segunda a Sábado das 10:00h às 18:00h

Transportes : Autocarro: 9, 20, 38 | Eléctrico: 25, 28

 

 

http://mundopessoa.blogs.sapo.pt/377676.html

http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt

 


Publicado por Alguém às 02:54
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Janeiro de 2010

11 : Outra Janela Indiscreta

 

 

 

 

Domingo, 18 de Janeiro de 2010

 

Mais um conjunto de frames tendo como moldura outra janela.
 
Após um interregno de quase três meses.
Novamente 28 fotografias.

 

 

 

 

 

 

 

 
Percurso Adanaia – Alverca – A1 – IP7 – (…) – Lisboa – (…) – A1

Publicado por Alguém às 17:49
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

10 : Janela Indiscreta

 

Domingo, 6 de Setembro de 2009

 

A alusão ao filme não passa da mera referência ao título. Nada tem que ver com Cornell Woolrich nem com Alfred Hitchcok.

 

28 fotografias

A janela de um veículo

Percurso IP7 - Belém - Bulhaco

1 Ponto de observação


Publicado por Alguém às 04:30
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 22 de Agosto de 2009

6 : as-Shirush

 

 

as-Shirush : topónimo árabe referente à actual Vila Franca de Xira, na Margem Direita do Rio Tejo, sede de Município, pertencente ao Distrito de Lisboa


Publicado por Alguém às 06:54
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Domingo, 12 de Abril de 2009

LORD[e]S

 

 

 

  

Fear the Lords who are secret among us.

The Lords are w/in us.

Born of sloth & cowardice.

_____________________________________

 

Teme os secretos Mestres que coabitam connosco.

Os Mestres estão entre nós.

Feitos cobardia & preguiça

 

 

 

 

 

 

 

 

Poema: MORRISON, James Douglas, The Lords and The New Creatures:1969, Assírio & Alvim, 1994  

Imagem: Cancer city - original a grafite sobre papel

 


Publicado por Alguém às 05:09
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 10 de Abril de 2009

Manoel de Oliveira : O Passado e o Presente

 

 

 

 

O Lugar dos Ricos e dos Pobres no Cinema e na Arquitectura em Portugal

 

O PASSADO E O PRESENTE
Realização de Manoel de Oliveira
com Maria de Saisset, Bárbara Vieira, Pedro Pinheiro, Manuela de Freitas, Alberto Inácio, António Machado, Duarte de Almeida, José Martinho
Portugal, 1971 - 115 min

  Adaptado de uma peça de Vicente Sanches, O PASSADO E O PRESENTE é um dos mais discutidos filmes de Oliveira e um dos seus trabalhos mais próximo do humor feroz de Luis Buñuel.

  Uma sátira social sobre uma mulher obcecada pelas memórias dos maridos defuntos e que não consegue amar os maridos vivos. A morte do segundo vem fazer reviver uma série de situações, juntando o macabro e o grotesco.

 

 

 

 

 

AFORISMOS

Na Cinemateca de Lisboa , pós-filme, numa conversa informal: as palavras do mestre cineasta...

 

"

Cá estou. Isto é simples.

A casa era dos pais do autor do livro.

 

Entre a Morte e a Vida instala-se o Amor. E não está mal.

 

 

Há muito aborto, há muita pílula.

Agora o que é que havemos de dizer mais ?

 

(...)

 

[ Manoel de Oliveira ]  Há aqui uma relação fortíssima entre o Cinema e a Arquitectura, não é ?

[ José Neves ] Sim, sim.

[ Manoel de Oliveira ]  Então porquê ?!

 

(...)

 

Hoje, os filmes não deixam margem para pensar.

 

A única glória que o Artista pode ter é morrer de Fome.

Se a Arte fosse verdadeiramente útil, o artista nunca morreria de fome.

 

Nascer para morrer logo é triste. Há sempre quem morra primeiro. Quem vá apressado. Por mim não é preciso pressa.

 

Não há Arte sem Memória.

A Ficção preserva a Memória, também.

A Ficção ensina o que a Escola não ensina: a Ficção ensina a Condição Humana.

 

Tudo passa pela razão. O Sentimento só o é, depois de passar pela Razão.

 

 

O que a gente diz não é nada de novo. Certamente alguém já o disse.

 

O subconsciente, a mim, nunca me disse o número da sorte.

 

A grande Poesia é estranha, porque joga joga com o subconsciente.

 

Saudade é a terra perdida de um coração que sonhou.

 

Mas não tem nada a ver.

 

Mas não é uma questão de calhau, a relação entre a Arquitectura e o Cinema.

 

 

  Desde sempre no Cinema, como no mundo - nos quartos, nas casas e nas cidades-, os ricos e os pobres tiveram os seus lugares, mais ou menos nítidos: da fábrica de onde saem os operários dos irmãos Lumière ao Xanadu do CITIZEN KANE; dos “lugares de miséria atrás de magníficos edifícios” dos olvidados de Buñuel à Paris dos burgueses discretamente encantadores; da vila dos pescadores de LA TERRA TREMA às villas das condessas, reis e príncipes de Visconti; dos albergues dos pobres de Preston Sturges aos hotéis de luxo de Lubitsch; dos borgate dos sub-proletários de Pasolini aos subúrbios das famílias remediadas de Ozu; das ruas da vergonha de Mizoguchi aos becos e ruelas do ANJO AZUL; da casa da mãe siciliana de Huillet e Straub à Versalhes do Rei Sol de Rossellini; das roulottes dos lusty men de Nicholas Ray à FAT CITY de John Huston; do quarto alugado da rapariga da mala de Zurlini ao palácio dos seus amantes; dos lugares dos criados e dos senhores de Jean Renoir a todos os lugares de Chaplin…

 

  Qual tem sido, em Portugal, o lugar dos ricos e dos pobres no Cinema? Qual vai sendo o lugar dos ricos e dos pobres na Arquitectura? Como é que o Cinema pensa e olha essa Arquitectura? Pode a Arquitectura pensar e construir-se também a partir desse Cinema?   

 

Enquadramento

 

  Foram estas questões que levaram o Núcleo de Cinema da Faculdade de Arquitectura da UTL - coordenado pelo Arquitecto José Neves - a propôr à Cinemateca Portuguesa a realização de um Ciclo de doze filmes, exibidos quinzenalmente entre Outubro de 2007 e Março de 2008.
  Escolhidos pelo Núcleo, passaram filmes feitos em Portugal nos últimos cinquenta anos e que reflectissem de forma sempre preponderante o tema principal. As sessões contaram com a presença de realizadores, actores, pessoas envoIvidas nos filmes e de arquitectos convidados, para que se discutissem as abordagens e questões pertinentes, de um modo o mais informal possível. 

  O Ciclo findou com a referida produção e presença do cineasta Manoel de Oliveira.

 

    

 

Fonte citada parcialmente, em itálico:http://programadefestas.wordpress.com/2008/02/17/o-lugar-dos-ricos-e-dos-pobres-no-cinema-e-na-arquitectura-em-portugal/

 

 

 

 

"

 

 

[ 14.03.08 ]

 

 

 

Sinopse 


Publicado por Alguém às 04:40
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 2 de Abril de 2009

Exposição "Série Álvaro de Campos"

 

 

 

  Após o surgimento da intenção de organizar o portfólio de Pinturas elaborar o Currículo, a tentativa ocorreu na Casa Fernando Pessoa, já que várias séries temáticas são baseadas em literatura da Geração Moderna - sobretudo em obras de Fernando Pessoa.
 
   Desta feita, desde o dia 1 de Setembro de 2008 até 15 de Maio deste ano está patente no Auditório da Casa Fernando Pessoa a exposição de Pintura  Série Álvaro de Campos, inserida no Ciclo dedicado aos heterónimos, que decorre desde o final do ano passado até ao término do actual. Após esta colecção, seguir-se-ão as Séries Alberto Caeiro e Ricardo Reis, baseadas no mesmo princípio operativo.  
 
  Baseada na poesia do heterónimo Pessoano, a Série Álvaro de Campos caracteriza-se pelo pequeno formato - 13 por 23cm e pontualmente 15 por 23cm - e pela utilização de Aguarela, de Grafite e de Tinta da China sobre papel. Constituída por 8 obras, resulta da selecção e interpretação de excertos de poemas.
 
http://mundopessoa.blogs.sapo.pt/274968.html 
http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt
 
 
 
Transportes : Autocarros: 9, 20, 38 | Eléctricos: 25, 28
Horário: Segunda a Sábado 10:00h > às 18:00h

 

 


Publicado por Alguém às 19:08
link do post | comentar | favorito
|

_Alguém...

_pesquisar

 

_Setembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


_Artigos recentes

_ Neglected toddler barked ...

_ When you're strange : a f...

_ Batalha III

_ Batalha II

_ Margem Esquerda VII

_ Margem Esquerda VI

_ Margem Esquerda IV

_ Margem Esquerda III

_ Margem Esquerda I

_ Série Ricardo Reis

_ 11 : Outra Janela Indiscr...

_ 10 : Janela Indiscreta

_ 6 : as-Shirush

_ LORD[e]S

_ Manoel de Oliveira : O Pa...

_ Exposição "Série Álvaro d...

_Arquivos

_ Setembro 2010

_ Maio 2010

_ Abril 2010

_ Março 2010

_ Fevereiro 2010

_ Janeiro 2010

_ Setembro 2009

_ Agosto 2009

_ Julho 2009

_ Junho 2009

_ Maio 2009

_ Abril 2009

_ Fevereiro 2008

_ Outubro 2007

_ Setembro 2007

_ Julho 2007

_ Abril 2007

_ Fevereiro 2007

_ Janeiro 2007

_ Dezembro 2006

_ Novembro 2006

_ Outubro 2006

_tags

_ todas as tags

_Links

_Blog Patrol > 25 04

_Twitter

Follow F_Lavareda on Twitter

_Last FM

mstfst's Profile Page

_Visitas

blogs SAPO

_subscrever feeds